ao acreditar

Adormeci derretida, ainda agora revejo continuamente cada momento num loop que me atormenta. O meu estômago sente-se apertado, o meu coração pesado, a minha cabeça implora-me por um pouco mais daqueles olhos de uma ternura transparente, daqueles risos difíceis de arrancar mas tão verdadeiros que me arrepiavam de constrangimento, daquela conversa tão simples, tão fácil, que em 5 horas voou a passo lento… O meu peito aperta acorrentado a estas curtas memórias que me prendem a ti.

Deparei-me com todo um encontro que não previ ser um encontro.

Encontrei confiança de amigo num alguém que procura não ser estranho.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s